A FIODS E OS SEUS OBJETIVOS

A FIODS – Federação Internacional das Organizações de Dadores de Sangue, constituída a 04 de Dezembro de 1955, tem nos seus estatutos estipulado os seguintes objetivos:

Promover de uma forma regular, anónima, voluntária e não remunerada a dádiva de sangue em todos os países do mundo.

Trabalhar no sentido de satisfazer as necessidades de sangue e hemoderivados de alta qualidade em todos os países, com as entidades competentes.

Assegurar a aplicação de formas e meios que garantam a segurança, tanto do dador como do recetor.

Combater todas as formas de comercialização e ganho, no que se refere ao sangue e seus derivados, sob o princípio que o corpo humano é inalienável.

Participar em todos os estudos, actividade ou eventos relacionados quer seja com a organização de transfusão de sangue, quer com conhecimento e pesquisa em técnicas de transfusão.

Abordar, em conjunto com o grupo representativo de um país e sempre que as circunstâncias o permitam, as estruturas governamentais nacionais e internacionais e opinião pública, com vista a promover a dádiva de sangue voluntária e não remunerada, respeito pela ética da dádiva e respeito pelo altruísmo do dador de sangue.

Para que estes objetivos sejam alcançados, a FIODS estabelece:

# Reunirá com grupos representativos de dadores de sangue voluntários e não remunerados em cada país, sem quaisquer barreiras políticas, étnicas ou religiosas.

# Incentivará e apoiará a criação de organizações de dadores de sangue voluntários e não remunerados em países onde não existam ainda.

# Assegurará a promoção do altruísmo do dador de sangue voluntário e não remunerado.

# Promoverá relações de amizade e de cooperação, através da geminação e do estabelecimento de laços regulares entre as organizações membro.

# Tomará parte em organismos internacionais de transfusão de sangue, ajudá-los e cooperar com eles.

# Organizará congressos mundiais nos quais, para além do seu trabalho específico, os temas científicos e técnicos relacionados com a dádiva e transfusão de sangue são introduzidos e discutidos com a comunidade médica.

# O seu Conselho Executivo representará os dadores de sangue de forma permanente em todos os lugares e assegurará que os seus interesses são defendidos.